Como escolher um tripé para câmera?

Escrito na categoria "Equipamentos fotográficos" por André M. Coelho.

O assunto do nosso artigo de hoje está relacionado aos tripés para câmeras. Vamos lhe ajudar a entender a funcionalidade de cada um. A relação entre as possibilidades que ele lhe oferece e o que você espera ao comprar um tripé.

Veja abaixo, algumas situações que o tripé seria a salvação para uma boa foto.

Agora que você aprendeu um pouco mais sobre alguns momentos e certamente você já passou por um destes, vamos trazer as várias características e pontos chaves a serem observados na escolha de um bom tripé.

Como escolher um bom tripé para câmera

O que observar na hora de comprar um tripé para câmera?

Agora que você sabe o que evitar e o que procurar em um tripé, vamos lhe passar algumas boas opções de modelos variados. Observe todas as informações de cada um, para que possa fazer a melhor escolha dentro do que você procura.

Tripé Profissional

Hakuba – São modelos de tripés bem simples, leves e que suportam bem equipamentos mais leves. Normalmente suas pernas são fixadas ao centro por hastes. Apesar de dar uma firmeza, isso vai limitar muito seu raio de acesso.

Tripé Monopé

Manfrotto – São modelos bem mais fortes e suportam equipamentos mais pesados. Eles têm um sistema independente de abertura de suas pernas, isso possibilita o alcance de vários ângulos diferentes. Você também vai poder fazer a inversão do eixo central, isso vai permitir que fique bem perto do solo. Em alguns modelos, será possível a substituição da cabeça, isso fará com que ela tenha ajustes individuais dos movimentos.

Os Monopés são as melhores opções para quem curte fotografar esportes. Neste tipo de fotos, você vai precisar bastante de um equipamento seguro e firme, ao mesmo tempo ele deve ter uma agilidade de movimentos para facilitar o desempenho da câmera.

Nunca compre tripés de filmadoras, principalmente para quem curte esportes. Estes modelos de tripés de filmadoras não têm o movimento que deixa colocar a câmera na posição vertical.

Estamos encerrando aqui nossos trabalhos e fizemos uma busca avançada para trazer de forma clara os detalhes do que observar na hora de escolher um bom tripé. Principalmente se você está disposto a gastar uma boa grana na escolha deste acessório, certamente vai sair da loja com um equipamento muito bom.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André tem uma família entusiasta de fotografia desde a década de 70. Já passaram por diversas máquinas e tecnologias, até máquinas de slide quando foram lançadas no Brasil. Quando se mudou para Belo Horizonte, em 2009, André conheceu e atuou com amigos no audiovisual. Conheceu e morou com um produtor e cineasta em uma república, com quem aprendeu muito sobre câmeras. Hoje, André continua estudando sobre câmeras e compartilhando seus conhecimentos no blog Super Câmera.

Deixe um comentário