Não há sombra de dúvidas: comprar uma câmera profissional no exterior sai MUITO mais em conta do que comprar a mesma câmera no Brasil. Talvez um único fator que limite essa compra é a garantia da mesma. Mas as marcas mais famosas, principalmente Canon e Nikon, são muito conhecidas por terem máquinas de construção sólida e que dificilmente apresentam problemas, tanto antes da garantia vencer como depois. Algumas delas inclusive tem uma garantia coberta mundialmente.

Além do motivo óbvio do preço mais barato, os produtos brasileiros “oficiais” muitas vezes são versões pioradas das versões originais. No mundo tecnológico mais recente, podemos usar o exemplo do iPhone: a versão 4 fabricada no Brasil é de 8 GB, com o preço de modelos mais básicos do iPhone 5 lá fora. Dizem que isso é feito para cortar custos. Mas não é muito bem assim que funciona.

As opções lá fora também são muito mais diversificadas. Se você for em uma loja especializada no Brasil, dificilmente encontrará todos os produtos que procura, como algumas lentes para trabalhos mais específicos ou câmeras pouco procuradas. Muitas vezes você só consegue estes produtos sob encomenda, que pode demorar um longo tempo. É até triste ir em lojas lá fora, como a B&H, e ver a quantidade de opções que perdemos por sermos um mercado pouco explorado.

Câmeras digitais profissionais

“A Câmara analisa o Projeto de Lei 2114/11, do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que isenta a cobrança de impostos e contribuições na importação de equipamentos e materiais para uso exclusivo de fotógrafos e cinegrafistas. Mas enquanto isso não é realidade, só comprando lá fora mesmo. (Foto: brasil-news-brasil.blogspot.com)

Precisamos lembrar que câmeras profissionais são vendidas no Brasil com o itens de luxo. Lá fora, elas são itens de alta tecnologia, mas não necessariamente consideradas luxuosas. As fabricantes perceberam que poderiam expandir seu mercado e melhorar a qualidade de suas câmeras sem ter que aumentar o preço de seus produtos.

Recomendamos que antes de fazer sua compra, que você pesquise qual câmera irá comprar. Leia muitos reviews sobre ela. Veja quais lentes irá precisar e o valor total da mesma, confirmando com as leis da alfândega se ela ficará isenta de impostos. Busque promoções e saiba se a garantia dela é aceita mundialmente.

A decisão final é sua. A economia também.

O que nossos leitores recomendariam?

2 comentários para “Compensa comprar câmera profissional no exterior?”

  1. Elber

    Gostaria e saber se tem sites no exterior que se possa comprar uma câmera em partes para se montar aqui, e assim escapar do imposto de itens acima de 100USD.

    Responder
    • Equipe Super Câmera

      Elber, só se você viajar para fora do Brasil e comprar lá fora, quando o limite passa a ser de USD500 para sua volta.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)