Os filtros de polarização podem aumentar a saturação de cores e diminuir as reflexões e são um dos únicos filtros de lente que não podem ser replicados usando a edição de fotos digitais. Eles são uma ferramenta indispensável que deve estar no kit de fotografia de todos os fotógrafos. No entanto, o desenvolvimento de uma intuição sobre a forma como um polarizador pode impactar uma foto muitas vezes requer uma extensa experimentação. Este tutorial visa acelerar esse processo, demonstrando como e por que os filtros de polarização podem ajudar – e, em alguns casos, danificar diferentes tipos de cenas. Além disso, também falaremos sobre os diferentes tipos de filtros de polarização e seus efeitos sobre sua fotografia.

Visão geral do filtro polarizador

Os polarizantes são colocados na frente da lente da sua câmera e trabalham através da filtragem da luz solar que foi refletida diretamente para a câmera em ângulos específicos. Isso é benéfico porque a luz restante é muitas vezes mais difusa e colorida, mas também requer um tempo de exposição maior, uma vez que a luz foi descartada. O ângulo que é filtrado é controlado girando o próprio polarizador, e a força desse efeito pode ser controlada alterando a linha de visão da câmera em relação ao sol.

Como usar filtro de câmera polarizador: rotação e ângulo do sol

Um filtro polarizador será capaz de seu efeito máximo quando a linha de visão for perpendicular à direção do sol: Uma boa maneira de visualizar isso é apontar seu dedo indicador para o sol enquanto mantém o polegar ereto. Em todos os lugares para onde o seu polegar aponta quando você gira a mão (enquanto ainda aponta para o sol) é onde o polarizador é capaz do impacto mais forte.

No entanto, apenas porque o filtro é capaz de seu efeito máximo nas direções dadas, isso não significa necessariamente que este é o lugar onde a imagem aparecerá mais destacada. Girar seu filtro alternará o ângulo (relativo ao sol) que parece mais polarizado. A melhor maneira de obter uma ideia disso é girar o filtro enquanto olha através do visor da câmera (ou LCD traseiro).

Em um extremo, você pode girar seu filtro de modo que a direção da polarização máxima seja perpendicular à direção do sol. Nesse caso, o efeito polarizador será tão pronunciado quanto possível. Se você girar o filtro apenas um pouco, você pode mudar o ângulo de efeito máximo ligeiramente para perto ou para longe do sol, mas neste caso, o efeito de polarização não será tão pronunciado quanto antes. À medida que este ângulo se aproxima progressivamente da direção para dentro ou para longe do sol, o efeito de polarização aparecerá progressivamente menos pronunciado. Finalmente, uma vez que o filtro for girado em 90° total (para o outro extremo), então nenhum efeito polarizador será visível. Mais rotação do que isso e o efeito de polarização aumenta novamente e o ciclo se repete.

Uma vez que o efeito de um polarizador varia de acordo com o ângulo, os resultados podem parecer desiguais quando se utiliza uma lente grande angular. Algumas porções da cena podem estar em uma direção que está diretamente no sol, enquanto outras podem estar em um ângulo reto ao sol. Nesse caso, um lado da foto teria um forte efeito polarizador, enquanto o outro lado não.

Embora as lentes angulares certamente não sejam ideais, girar o filtro de polarização às vezes pode tornar o efeito mais realista. Uma abordagem é garantir que a polarização mais pronunciada coincida com a borda ou canto da imagem. Desta forma, a mudança de polarização parecerá mais como um gradiente natural em todo o céu.

Efeitos do filtro polarizador

Com o filtro polarizador dá pra ter resultados muito diferentes na sua fotografia. (Foto: Digital Photo Secrets)

Saturação de cores no filtro polarizador

Uma das primeiras características que você provavelmente notará com os polarizadores é como eles aumentam a saturação de cores: Quando as reflexões diretas são reduzidas, uma fração maior da luz do alvo é da variedade difusa resultando em uma representação mais colorida. A folhagem será renderizada com um verde mais brilhante, os céus terão um azul mais profundo e as flores parecerão mais intensas.

No entanto, a saturação nem sempre é aumentada uniformemente. Isso tudo depende de se um objeto particular está em um ângulo ótimo para o sol e se esse objeto é altamente reflexivo. Em geral, objetos mais reflexivos verão um maior aumento de saturação ao usar um polarizador. Os dias de sol claros também são muito mais influenciados por polarizadores do que dias nublados ou chuvosos.

Filtro polarizador

Cores mais vivas com o filtro polarizador podem ser um resultado muito desejado, principalmente em alguns tipos específicos de foto, como fotos de cenários com água. (Foto: Fstoppers)

Reflexos, janelas e transparência com filtros polarizadores

Um filtro polarizador pode ser uma ferramenta extremamente poderosa para remover reflexões e isolar objetos molhados, subaquáticos ou atrás de uma janela. Um polarizador também pode remover reflexos indesejados ao tirar uma foto de uma janela ou outra barreira transparente. Esta pode ser uma ferramenta muito útil ao fotografar objetos dentro das janelas de lojas, por exemplo, um trem em movimento ou dentro de um local com muitos vidros. No entanto, os polarizadores também podem, às vezes, criar um efeito arco iris ou ondulação de aparência irreal nas janelas que são irregulares, foram matizadas ou tratadas com revestimentos.

Efeitos do filtro polarizador

Na esquerda, uma foto sem filtro e na direita, uma foto com o filtro. Perceba a diferença nas cores e a maior riqueza de detalhes. (Foto: Wikipedia)

Contraste e brilho com filtros polarizadores

Como os polarizadores reduzem as reflexões diretas, isso geralmente tem como conseqüência também reduzir o contraste da imagem. Isso pode tornar mais fácil a captura de cenas com um amplo alcance dinâmico, como tentar equilibrar um céu brilhante com terras relativamente sem reflexos. No entanto, menos brilho e contraste às vezes é indesejável.

Por outro lado, na maioria das outras situações, uma diminuição do brilho é desejável e geralmente cria uma foto mais agradável.  Em outras situações, os polarizadores podem aumentar o contraste. É tudo uma questão de diferentes usos e testes.

Em geral, o uso de um polarizador em nuvens e céus quase sempre aumentará o contraste, mas se o próprio alvo da foto for altamente reflectante, então um polarizador provavelmente diminuirá o contraste.

Desvantagens do filtro polarizador

Embora os filtros de polarização sejam claramente muito úteis, suas desvantagens são as seguintes:

Eles podem fazer a exposição exigir 2 a 3 níveis de exposição a mais do que o normal.

Eles são um dos tipos mais caros de filtros.

Eles exigem que a câmera seja apontada para um ângulo reto ao sol para efeito máximo.

Eles podem demorar mais tempo para compor, pois precisam ser girados.

Eles podem ser difíceis de visualizar ao usar o visor da câmera.

Eles podem potencialmente reduzir a qualidade da imagem se o filtro não for mantido perfeitamente limpo.

Eles normalmente não podem ser usados ​​com fotos panorâmicas costuradas ou fotos de grandes ângulos.

Além disso, às vezes as reflexões são essenciais para uma fotografia. Dois exemplos principais incluem pôr-do-sol e arco-íris. Use um polarizador em qualquer um e a luz refletida colorida pode desaparecer se o polarizador for girado para obter o máximo de efeito.

Os polarizadores às vezes podem melhorar a cor e o contraste de um arco-íris ao escurecer nuvens de fundo, mas somente se o filtro tiver sido girado apenas para a direita. Além disso, incluir ambas as extremidades de um arco-íris geralmente requer uma lente grande angular, caso em que a cena ou arco-íris pode parecer desigual.

Tipos de filtro polarizador

Existem dois tipos de filtro polarizador: linear e circular. Esta não é uma referência à forma do próprio filtro pois a maioria é redonda, mas sim à forma como eles polarizam a luz. Para câmeras digitais, você precisa do tipo circular (tristemente mais caro).

A maioria dos filtros de polarização são compostos por dois anéis conectados que rodam independentemente uns dos outros. Uma vez que você o conectar na lente, a parte da frente é girada até obter o efeito de polarização desejado.

Você também pode obter polarizadores que encaixam em suportes de filtro. Seja qual for o tipo que você obtém, todos eles reduzem a luz entrando na lente em cerca de 1,5 a 2 paradas, então você terá que compensar de acordo.

Ao escolher um filtro polarizador, você encontrará uma grande disparidade de preços, mesmo dentro da mesma marca. O que você está pagando é vidro ótico superior, revestimentos anti-reflexivos e talvez engenharia superior no suporte. Alguns possuem um perfil mais fino, de modo que são menos propensos a causar escurecimentos nas bordas quando usadas com lentes grandes.

Se essas coisas valem o custo adicional para você é uma escolha pessoal. Se você usa zoom de qualidade premium ou lentes principais provavelmente vale a pena investir nos melhores filtros de polarização para ir com eles; Caso contrário, se você ficar com uma das principais marcas de filtros, é pouco provável que você se decepcione.

Outras dicas importantes para o uso de filtros polarizadores

Um filtro polarizador às vezes pode ser usado quando uma exposição mais longa é necessária. Isso pode permitir um tempo de exposição que é de 2-3 paradas mais longo do que o possível, o que geralmente é suficiente para fotos de água ou cachoeiras.

Usar óculos de sol polarizados pode ser uma maneira útil de pré-visualizar como sua cena será capturada em uma fotografia. Apenas certifique-se de tirar o óculos quando for olhar através do visor da câmera, já que o efeito combinado pode impedir que você veja a imagem.

Um polarizador às vezes pode criar um escurecimento visível nos cantos da imagem quando usado em uma lente grande angular. Para evitar isso, você provavelmente precisará optar pela variedade “fina” mais cara.

Vocês usam filtros polarizadores? Quais? Como fizeram a escolha?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)